Publicidade

quarta-feira, 23 de junho de 2010 Brasil | 07:00

“Querem usar o programa contra o crack para retornar com os manicômios”, denuncia autor da reforma psiquiátrica

Compartilhe: Twitter

É verdade que os manicômios ainda não acabaram totalmente no Brasil. Mas desde 2001 — quando foi sancionada a lei 10.216, chamada lei da reforma psiquiátrica —  está proibida “a internação de portadores de transtornos mentais em instituições psiquiátricas com característica de asilo” .

Autor da lei que tramitou durante 12 anos no Congresso até ser aprovada, o deputado Paulo Delgado (PT-MG) denunciou no plenário da Câmara: donos de hospitais estão tentando se aproveitar do combate ao crack e do Programa Nacional Anti-Drogas para voltar com as internações forçadas, no melhor estilo dos velhos manicômios.

 — A crise do crack não pode ser tratada de maneira carcerária — afirma Delgado, no vídeo abaixo, gravado especialmente para o Poder Online.  Confira e reflita sobre o assunto:

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.