Publicidade

sábado, 3 de julho de 2010 Eleições | 06:00

O DEM sabia que Álvaro Dias havia sido rifado quando fez fila para cumprimentá-lo

Compartilhe: Twitter

Fez sucesso na internet o vídeo em que o repórter Adriano Ceolin flagrou para o  Poder Online o  encontro casual entre o senador Álvaro Dias e a cúpula do Partido Democratas num restaurante de Brasília, na quarta-feira, poucos instantes antes do anúncio de o tucano perder a vaga de vice na chapa presidencial de José Serra para o deputado Índio da Costa (DEM-RJ).

Ao revisitar o vídeo, vê-se que Índio da Costa estava lá, assim como dois personagens que participaram ativamente das articulações em favor do DEM: o líder do partido na Câmara, Paulo Bornhuausen (SC), e seu pai, o ex-senador Jorge Bornhausen.

A coluna perguntou a Índio se, naquele momento, ele sabia que já era o vice. O deputado respondeu que não. Foi informado de sua escolha, cerca de uma hora depois, pelo colega Paulo Bornhausen.

O líder confirma. Conta que, naquele momento, Serra ainda não havia batido o martelo em favor de Índio da Costa. Mas que todos na cúpula do DEM e, portanto, naquela mesa do restaurante, já sabiam que o senador tucano havia perdido a disputa.

Agora que compreendemos melhor a cena, vale a pena ver de novo. E os constrangidos apertos de mão de Álvaro com Paulo Bornhausen e Índio da Costa:

Autor: Tags: , , , , , ,