Publicidade

sexta-feira, 10 de setembro de 2010 Eleições | 05:03

Eduardo Cunha avisa ao PMDB que não disputará liderança

Compartilhe: Twitter

Já surtiu efeito a resistência do Palácio do Planalto ao nome de Eduardo Cunha (RJ) para líder do PMDB na Câmara dos Deputados, caso Dilma Rousseff seja eleita.

O deputado era considerado o favorito para assumir o lugar do atual líder, Henrique Eduardo Alves (RN), que pretende disputar a presidência da Casa.

Afinal, Eduardo Cunha é muito ligado ao candidato a vice na chapa de Dilma, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), e ao próprio Henrique Eduardo Alves, o que o tornou poderosíssimo na principal comissão da Casa — a de Constituição e Justiça, por onde passam e têm que ser aprovados todos os projetos antes de chegarem ao plenário.

Mas, ao saber que há tanta resistência assim ao seu nome, partindo do presidente Lula, dos aliados petistas e dos assessores de Dilma Rousseff, ele comunicou ao comando do PMDB que não pretende disputar a liderança do partido. Prefere continuar como eminência parda mesmo.

Autor: Tags: , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.