Publicidade

sábado, 16 de outubro de 2010 Estados | 08:37

Vereadores trocam socos na Câmara de Viamão (RS)

Compartilhe: Twitter

O “Jornal de Viamão”, do Rio Grande do Sul, postou no Youtube um vídeo com o seguinte texto:

UMA BRIGA DE SOCO na Câmara de Vereadores de Viamão na seção do dia 14 de Outubro – Estava em discussão o projeto de lei 065 que destina mais 31.000 milhões para a Prefeitura de Viamão vereadores contra e vereadores a favor acabou em Briga. Vereador Russinho (PMDB) e Vereador Romer Guex (PSOL) partiram para a Pancadaria , instalou-se a desordem na Casa do Povo , a seção foi encerrada.

Veja o vídeo:

Mais detalhes no texto abaixo, assinado pelo colunista Milton Pires, extraído do site do “Jornal de Viamão”:

Pancadaria na Câmara

O projeto de lei número 065 de 2010, do governo municipal que pretendia abertura de crédito adicional e suplementação orçamentária de mais de 31 milhões de reais para o Executivo foi o estopim de uma tumultuada sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Viamão nesta quinta-feira, dia 14 de outubro.

Desde o início dos trabalhos, quando leu-se o projeto do governo, o clima já era bastante tenso, pois os vereadores não chegavam a um consenso em relação ao próprio andamento dos trabalhos. O presidente da Câmara dizia que iria votar de qualquer maneira o projeto do governo “ou não se chamava Russinho”.

Parte dos vereadores, lideradas pelo vereador Nadim, que fez um Pedido de Informação sobre o projeto governista, sustentava que sem o retorno do Pedido de Informação(PT), não poderia deliberar sobre o assunto, e na tribuna da Casa, Nadim disse: “Um projeto de suplementação orçamentária, muito parecido em valores com este, nos foi enviado e votado favoravelmente em abril, e não sabemos como aqueles valores foram gastos, é isso que eu quero saber”. E desafiou:

– “Ou será que alguém de vocês sabe para onde foram aqueles recursos? Agora parece que tem alguma coisa encaixada nesta votação, será que está acontecendo um acordinho para que esta votação seja realizado hoje? Porque não se esperar mais um pouco para vermos as respostas do governo e votarmos este projeto na próxima terça?

Visivelmente contrariado, o Presidente Russinho rebateu, na tribuna, dizendo que “não adianta gritar, ou tentar se impor na força ou no tamanho”, e pedia que os vereadores se comportassem de maneira digna e que não obstruíssem o andamento dos trabalhos.

Com várias discussões paralelas, sem condições de continuar o debate, a sessão mais uma vez foi suspensa.

Foi neste momento que o Vereador Russinho, transitando na Câmara, foi até onde estavam reunidos os vereadores Nadim e Romer, e o que aconteceu em seguida foi muito lamentável.

Depois de algumas colocações ásperas de ambas as partes, Romer (PSoL) e Russinho (PMDB) entraram em luta corporal, e deram bastante trabalho aos assessores e vereadores próximos para apartar a briga.

Não restando mais nada a fazer, o secretário da mesa diretora, vereador Armado, encerrou a Sessão enquanto ficavam para trás cadeiras viradas, uma mesa quebrada e a imagem da Câmara de Vereadores de Viamão manchada pelo comportamento grosseiro de seus líderes políticos.

Ao presidente da Casa resta restabelecer a ordem, buscar uma explicação para a quebra do decoro parlamentar, curar os hematomas e escolher um novo nome para ser chamado.

Autor: Tags: , , ,