Publicidade

quinta-feira, 28 de outubro de 2010 Brasil | 16:05

Na prática, luto oficial não existe

Compartilhe: Twitter

Sempre que morre um Chefe de Estado de um país com representação diplomática no Brasil, a Constituição determina que o presidente da República decrete luto oficial.

Mas Brasília de Arruda Botelho, consultora em cerimonial, lembra que a Constituição só define como decorrência do luto oficial o hasteamento obrigatório da bandeira nacional, em todas as repartições públicas, nos estabelecimentos de ensino e sindicatos e que ela fique a meio-mastro durante o período do luto.

Todo o resto é questão de bom senso.

- Apesar de ser recomendável que se adie festas e celebrações, não há a obrigatoriedade de se suspender eventuais comemorações. E isso, de fato, não acontece na prática. Ontem, por exemplo, o presidente Lula comemorou normalmente o seu aniversário de 65 anos – explicou Brasília, ex-chefe do cerimonial do governo do Estado de São Paulo.

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.