Publicidade

quarta-feira, 24 de novembro de 2010 Congresso | 15:58

O cabo-de-guerra do PMDB com o PT na Câmara

Compartilhe: Twitter

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), disse ao presidente do seu partido, Michel Temer (SP), que está disposto a entregar ao PT os primeiros dois anos de comando da Câmara, ficando para os peemedebistas a presidência da Casa nos dois últimos anos de mandato de Dilma Rousseff.

Mas Henrique Eduardo Alves só aceita o acordo se o PT assinar um documento comprometendo-se com o rodízio.

O problema é que os petistas não querem assinar, na expectativa de que a presidência do Senado também entre no rodízio — PMDB no comando agora e PT nos dois anos seguintes.

Daí o cabo de guerra entre os dois partidos.

Mas, segundo Henrique disse a Temer, se o PT não assinar o documento até o dia 1º de janeiro, ele lançará sua candidatura a presidente da Casa pelo bloco com PP, PTB, PR, etc. E aí não poderá mais voltar atrás.

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.