Publicidade

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 Governo | 19:01

Dilma decide manter o conselhão

Compartilhe: Twitter

Como adiantou o Poder Online, em junho, o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o conselhão, será mantido no governo Dilma Rousseff subordinado à Secretaria de Relações Institucionais, do ministro Alexandre Padilha.

No Palácio do Planalto, chegou a ter uma tentativa de transferir o órgão para a Casa Civil ou para a Secretaria-Geral da Presidência da República. Não vingou.

O conselhão é formado por 150 conselheiros – empresários e representantes da sociedade civil.

Foi lá que, pela primeira vez, se falou na candidatura de Dilma. Em 2005, depois que ela discursou falando sobre energia e os rumos do desenvolvimento, uma conselheira, Sônia Fleury, da Fundação Getúlio Vargas, saiu do plenário comentando que tal  discurso era de candidata à Presidência.

O então ministro Jaques Wagner (PT), hoje, governador reeleito da Bahia, ficou impressionado com a repercussão e comentou o assunto com o presidente Lula.

Amanhã, dia 2, todos os ex-ministros do Conselhão estarão presentes à ultima plenária a ser realizada no governo Lula, que será homenageado por ter criado o órgão em 2003.

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.