Publicidade

domingo, 19 de dezembro de 2010 Congresso | 06:54

Em campanha para o Parlasul, Mão Santa já estuda gramática espanhola

Compartilhe: Twitter

No dia 31 de dezembro vence o mandato dos atuais 18 representantes do Brasil no Parlasul, o Parlamento do Mercosul.

A partir de 2011, o Parlasul prevê 37  representantes do Brasil, cuja eleição direta deveria ter ocorrido junto com as eleições para presidente da República em 2010.

Como não ocorreram as eleições, os grupos de pressão no Congresso brasileiro estão disputando quatro hipóteses:

— prorrogação dos mandatos dos atuais 18 representantes (alguns cujo mandato no Legislativo brasileiro expira este ano) ;

— nomeação pelo Congresso do Brasil de novos parlamentares para cobrir as vagas dos que deixaram o Legislativo;

— edição de um ato do Congresso Nacional permitindo a nomeação de pessoas sem mandato;

— eleição indireta no Congresso para preenchimento de todas as vagas até 2012, quando ocorreriam eleições diretas para o Parlasul, junto com as eleições municpais.

Já há candidatos de todos os partidos para qualquer das hipóteses.

Um deles, o senador Mão Santa — cujo mandato ao Senado pelo PSC do Piauí expira no final do mês — foi quem apareceu com o projeto de eleições indiretas para o Parlasul.

O mais curioso é que Mão Santa já está estudando espanhol com afinco. Circula pelo Senado com uma gramática embaixo do braço.

Ao Poder Online, Mão Santa explicou seu projeto. Ele diz que está “apaixonado” pela ideia. 

E cita autores em castelhano, embora confunda um pouco, aqui e ali, seus nomes. Veja:

Autor: Tags: ,