Publicidade

domingo, 20 de março de 2011 Partidos | 06:03

Marina Silva nega saída do PV e convoca os militantes para ajudá-la a renovar o partido

Compartilhe: Twitter

Marina Silva (Foto: Geraldo Bubniak/AE)

Pelo menos por enquanto, a ex-senadora Marina Silva descarta a possibilidade de sair do PV, embora esteja insatisfeita com a permanência do deputado José Luiz Penna (SP) na presidência da legenda.

– Nunca coloquei a tese de sair do partido, tenho confiança de que o PV irá fazer jus ao seu legado nas urnas e não será preciso criar um outro endereço para este legado – afirmou Marina ao Poder Online, ontem à noite, por telefone.

Ao lado do ex-deputado Fernando Gabeira e do deputado Alfredo Sirkis (RJ), em reunião no Rio de Janeiro, a ex-senadora afirmou que a frase postada por Sirkis em seu blog falando de “um novo começo” foi motivada pela emoção e que todos ali estão confiantes de que o PV “será capaz de protagonizar a sua renovação”:

– O PV não pode perder o vínculo e o elo com a nova forma de fazer política, o discurso de campanha, que obteve o apoio da sociedade viva. Isso implica em uma renovação interna e esse prazo não pode ser 2012, quando teremos um ano eleitoral e, como se diz, não dá para assobiar e chupar cana. É preciso fazer essa renovação antes.

Segundo Marina, o prazo de seis meses já era “bastante elástico” para a renovação da direção. Ela faz questão de lembrar que nunca disputou poder dentro do PT, assumiu cargos no comando do partido na cota das mulheres:

– Essa não é a questão. A única coisa que quero é que as ideias que acredito sejam implementadas na gestão do partido. Podem até discordar, vamos fazer o debate, mas não um embate. A renovação era uma urgência, agora é uma emergência.

Na quinta-feira, Penna derrotou o grupo de Marina por 29 votos a 16 na Executiva Nacional e prorrogou seu mandato de presidente por mais um ano, o 12º de sua gestão. Como o documento aprovado diz que a renovação do comando da legenda se dará “em até 1 ano”, o grupo de Marina, agora, vai partir para a mobilização – por meio de seminários, regionais e nacionais, e na preparação para o Congresso do PV, que irá discutir questões programáticas. O evento está previsto para este ano para atualizar o programa do PV, que é de 1994.

– Acredito que os verdes sejam capazes de honrar seus 25 anos de história – diz Marina que pretende convocar militantes e eleitores para a árdua tarefa.

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.