Publicidade

quinta-feira, 14 de abril de 2011 Partidos | 14:04

Petrobras ajudou Dornelles a garantir comando do PP

Compartilhe: Twitter

O senador Francisco Dornelles (RJ) foi reconduzido à presidência do PP. Pareceu tudo muito fácil. Afinal, ele não teve concorrente e foi reeleito por aclamação.

Nos bastidores, no entanto, um grupo formado por Pedro Corrêa (PE), Pedro Henry (MT), João Pizzolatti (SC) e pelo ministro Mário Negromonte (Cidades) chegou a articular o nome do senador Benedito de Lira (AL) para disputar com Dornelles. Estava tudo certo. Lira já se via como novo presidente do PP.

Só tinha um problema: a manutenção de Paulo Roberto da Costa na diretoria de abastecimento da Petrobras. O Palácio do Planalto fez chegar ao PPP (Pedro, Pedro e Pizzolati) que, se Dornelles não fosse mantido no comando do partido, Paulo Roberto perderia seu cargo.

Foi aí que o trio optou pelo quarto P, de Petrobras, e abandonou o B, de Benedito.

Autor: Tags: , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.