Publicidade

sexta-feira, 17 de junho de 2011 Governo | 06:02

Dilma Rousseff e Marco Maia: um relacionamento em má fase

Compartilhe: Twitter

MAU HUMOR -- Dilma Rousseff e Marco Maia (com Michel Temer ao centro) em cerimônia na Marinha, no mesmo dia 10 em que conversaram sobre o ministério para o qual acabou nomeada Ideli Salvatti, que está sentada atrás da presidenta (Foto: Atônio Cruz - ABr)

A escolha de Ideli Salvatti para ministra-chefe das Relações Institucionais expôs o mal-estar que existe no momento na relação do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), com a presidenta da República, Dilma Rousseff.

Na sexta-feira passada, poucas horas antes do anúncio de Ideli Salvatti como ministra,  Marco Maia  encontrou-se com Dilma. Foi levar à presidenta o resultado das negociações dentro do PT da Câmara visando oferecer um nome de consenso para o ministério.

Maia informou que a bancada fechara em torno de Cândido Vaccareza. E que no seu lugar, como líder do governo, acertara a indicação de Arlindo Chinaglia.

Mas Dilma já havia se decidido por Ideli e pela permanência de Vaccarezza como líder.

A presidenta  argumentou que não gostava de indicações. E Marco Maia, então, respondeu que ambos eram políticos e que, em política, indicações são normais.

Enfim, a conversa não acabou bem.

Há boatos de que os dois teriam batido boca. Mas líderes ouvidos reservadamente pelo Poder Online afirmam que não se chegou a tal ponto.

Autor: Tags: , , ,