Publicidade

sábado, 30 de julho de 2011 Justiça | 06:09

STF espera de Dilma processo rápido na substituição de Ellen Gracie

Compartilhe: Twitter

A decisão da ministra Ellen Gracie de antecipar sua saída do Supremo Tribunal Federal tem muito a ver com o clima na Corte nos últimos meses.

Desde o processo do Ficha Limpa, os ministros – que nunca formaram, digamos, uma fraternidade – estão em pé de guerra. Um ataca o outro, sem cerimônia, em ambientes públicos, como restaurantes, por exemplo, ou festas abertas.

A demora na nomeação da vaga que acabou ficando com Luiz Fux, a licença do ministro Joaquim Barbosa e a expectativa de votação do processo do mensalão foram fatores que pioraram as relações entre os magistrados da Suprema Corte do país.

Soma-se a esse ambiente de trabalho nada salutar, o momento de vida de Ellen Gracie, que terminou um relacionamento com o ex-deputado Roberto D´Ávila e isso só aumentou a sua vontade de passar um tempo fora do país – longe do círculo de amigos em comum e, se possível, com uma vaga numa corte internacional.

Discreta, a ministra comunicou sua decisão diretamente a presidente Dilma Rousseff, que pediu a seus auxiliares nomes possíveis para a vaga. O tema será discutido na segunda-feira.

A substituição, na avaliação de magistrados, de forma alguma pode repetir a demora da última vaga – sob pena de desgastar ainda mais a relação entre os poderes e no seio do próprio Poder Judiciário – mas, claro, sempre terá como pano de fundo a tensão pré-mensalão.

Autor: Tags: , , , , ,