Publicidade

terça-feira, 27 de setembro de 2011 Justiça | 19:34

Uma clava forte sobre a Justiça

Compartilhe: Twitter

Além das declarações da ministra Eliana Calmon, corregedora nacional de Justiça, que afirmou haver “uma infiltração de bandidos que estão escondidos atrás da toga”, repercutiu muito nas Cortes superiores hoje o artigo do historiador Marco Antônio Villa publicado pelo jornal O Globo com o título “Um poder de costas para o país”.

– Se os três poderes da República têm sérios problemas de funcionamento, é inegável que o Judiciário é o pior deles. E deveria ser o mais importante. Ninguém entende o seu funcionamento. É lento e caro. Seus membros buscam privilégios e não a austeridade. Confundem independência entre os poderes com autonomia para fazer o que bem entendem. Estão de costas para o país. No fundo, desprezam as insistentes cobranças por justiça. Consideram uma intromissão – conclui Villa.

O presidente do STF, Cézar Peluso, respondeu hoje em nota a declaração da ministra. Ainda está sob avaliação entre os ministros do STF a resposta aos questionamentos feitos pelo historiador.

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.