Publicidade

quinta-feira, 1 de março de 2012 Eleições | 17:02

E Dilma ainda diz que não se meterá nas eleições municipais

Compartilhe: Twitter

A presidenta Dilma Rousseff declarou na segunda-feira, durante viagem ao Ceará, que não se meteria nas eleições este ano. Nem respondeu às perguntas sobre desentendimentos entre o PT e o PSD no Estado, como quem dissesse que nada tem a ver com isso.

No dia seguinte, em Recife, voltou a dizer que não se envolveria nas eleições.

Mas na segunda-feira mesmo exigiu o senador petista José Pimentel no seu palanque junto com o governador Cid Gomes (PSB) a quem ele tinha atacado.

Mas, para isso, cobrou de Pimentel que se retratasse. E o petista fez isso publicamente.

Na terça-feira, andou a tiracolo com o prefeito do Recife, o petista João da Costa, e nem deu bola para o ex-prefeito João Paulo, que está em plena guerra pela vaga de candidato à Prefitura pelo PT.

Ou seja, Dilma deu um sinal claro de quem é seu predileto e praticamente enterrou a candidatura de João Paulo.

Ontem, a presidenta da República surpreendeu a todos anunciando a nomeação do senador Marcelo Crivella (RJ) para ministro da Pesca.

Crivella, além de evangélico, é filiado ao PRB, o mesmo partido de Celso Russomano, que está em primeiro lugar nas pesquisas para prefeito de São Paulo e a quem o PT quer atrair para apoiar a candidatura de Fernando Haddad.

Ou seja, Dilma deu uma forcinha para Haddad conquistar o PRB.

Se isto não é se meter nas eleições…

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.