Publicidade

terça-feira, 20 de março de 2012 Congresso | 12:01

Sarney, Nelson Jobim e a simbologia de um gesto para Dilma Rousseff

Compartilhe: Twitter

Como se sabe, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e o ex-ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Nelson Jobim nunca morreram de amores um pelo outro.

Mas agora que a presidenta Dilma Rousseff deu um freio de arrumação no comando do PMDB no Senado, Sarney resolveu ressuscitar o peemedebista Nelson Jobim para presidir a comissão especial de notáveis encarregada de discutir o novo pacto federativo e a relação entre os estados, os municípios e a União.

E, como se sabe também, Jobim e Dilma não se bicam, desde que ele foi defenestrado pela presidenta do comando do Ministério da Defesa.

Velha raposa, Sarney sempre respeitou a simbologia dos gestos na política.

Autor: Tags: , , ,