Publicidade

sexta-feira, 13 de julho de 2012 Partidos | 19:09

TRE não aprova contas de 2006 do diretório estadual do PT e barra repasses do fundo partiário

Compartilhe: Twitter

O PT deve ficar sem o repasse de novas quotas do fundo partidário pelo prazo de um mês e ainda terá de devolver R$ 4.318,24 ao fundo.

A decisão é do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, que não aprovou a prestação de contas referente ao ano de 2006 do diretório estadual do PT de São Paulo.

A quantia que o partido terá de devolver é proveniente de origem não identificada. O relator do processo é juiz Encinas Manfré.

Pior sorte teve o PTC, com as contas do ano de 2010 desaprovadas, que será suspenso dos repasses por quatro meses e terá de devolver R$ 63.033,60 ao erário e R$ 14.185 ao fundo.

Pelo mesmo motivo, o PSTU foi punido e terá de devolver R$ 29.912 ao fundo e ficará sem os repasses por dez meses.

A essas decisões cabem recursos.

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.