Publicidade

sexta-feira, 3 de agosto de 2012 Justiça | 18:23

E o tablet chegou ao plenário do Supremo

Compartilhe: Twitter

Ao ler no plenário do Supremo Tribunal Federal a peça de acusação do processo sobre o Mensalão, o procurador-geral da República não utilizou um power point, como chegou a ser pedido por um dos advogados dos réus.

Mas Roberto Gurgel mostrou que também não está alheio aos avanços da tecnologia. Leu todo seu relatório direto de um tablet.

Autor: Tags: , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.