Publicidade

terça-feira, 28 de agosto de 2012 Brasil | 05:01

“Será preciso mais tempo para avaliar o governo Lula”, diz FHC

Compartilhe: Twitter

Poder Online fez uma rápida entrevista com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre a enquete do iG que o apontou como o presidente que mais fez pelo País durante seus dois mandatos.

Baseada no conceito de real time, que proporciona uma interação entre todos os usuários do portal, a nova plataforma de enquete foi lançada no final de julho.

Durante sete dias, na semana passada, foram computados 195.028 votos a respeito do desempenho de ex-presidentes. Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que governou o Brasil de 1995 a 2002, recebeu 116.306 votos, superando o petista Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), com 63.312. Itamar Franco (1992-1994), a atual presidenta Dilma Rousseff (desde 2011), Fernando Collor de Mello (1990-1992) e José Sarney (1985-1990) apareceram em seguida, nesta ordem.

Eis as respostas de FHC às perguntas da coluna:

Poder Online — A  que o senhor atribui o resultado da enquete do iG?

Fernando Henrique Cardoso – Provavelmente, com o tempo, a ação de cada presidente vai se sedimentando na avaliação das pessoas melhor informadas. Obviamente, há também um fator de proximidade com as questões atuais do país. É mais difícil avaliar a ação de alguém que já desapareceu da cena há, digamos, 50 anos De qualquer forma, permanecer na memória não é fácil.

Poder Online — E para o senhor, quem foi o presidente que mais fez pelo País?

FHC – É sempre difícil saber quem fez mais, depende de em que aspecto. Dos que mudaram o rumo do país mais recentemente, se sobressai Getúlio Vargas, sem ter sido o único.

Poder Online — O que acha do segundo lugar do Lula?

FHC – Será preciso mais tempo para avaliar a contribuição de Lula, mas é indiscutível que, sem haver mudado o rumo das coisas, ampliou os programas sociais e incluiu mais os setores populares na vida nacional.

Poder Online — E os demais citados na pesquisa: Dilma, Itamar, Collor. Algum comentário?

FHC – Quanto aos demais, é cedo para julgar a Dilma; Itamar deu força para que eu fizesse o Plano Real e Collor, embora atropeladamente, abriu a economia. Cada um fez um pouco e todos nós, em áreas diferentes, deixamos de fazer ou fizemos insuficientemente outras coisas.

Poder Online — Em suma…

FHC — Vejo essas avaliações com a natural satisfação, mas com modéstia. Só o tempo dirá quem permanecerá grande na História.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,