Publicidade

sexta-feira, 31 de agosto de 2012 Governo | 05:01

Líder do governo defende Lei de greve do funcionalismo somente após as eleições

Compartilhe: Twitter

O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), acha que setores do governo estão errando ao defender a edição imediata de uma lei limitando o direito de greve do funcionalismo público.

Não que Eduardo Braga seja contra o projeto do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), por exemplo, que obriga alguns setores estratégicos do funcionalismo a manterem, quando em greve,  entre 60% e 80% de suas atividades.

— Acho que esse não é o momento para tratarmos desse assunto aqui no Congresso. Os ânimos estão muito exaltados.  Com todas as categorias do funcionalismo em estado de mobilização. O melhor é tratarmos agora de acabar com as greves e discutir a nova lei só depois das eleições.

Autor: Tags: ,