Publicidade

terça-feira, 18 de setembro de 2012 Congresso | 09:59

Paim não pretende entregar ao evangélico Magno Malta relatoria do projeto que criminaliza a homofobia

Compartilhe: Twitter

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado decide hoje o substituto da petista Marta Suplicy (SP) na relatoria do Projeto de Lei Complementar (PLC) 122, que criminaliza a homofobia.

Contrário ao projeto, o senador evangélico Magno Malta (PR-ES) declarou ao Poder Online que está requisitando formalmente a relatoria.

Mas o presidente da CDH, Paulo Paim (PT-RS), defende que o substituto de Marta seja indicado pelo PT, já que o partido ocupava a vaga.

Por sugestão do Movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis) Marta Suplicy indicou a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), mas o partido  tem, além do próprio Paim, mais dois senadores como titulares na Comissão — Ana Rita (ES) e Wellington Dias (PI) —  e outros quatro suplentes.

Autor: Tags: , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.