Publicidade

quarta-feira, 3 de outubro de 2012 Eleições | 13:30

Cesar Maia: pode haver segundo turno em Belo Horizonte

Compartilhe: Twitter

O ex-prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia (DEM) é candidato a vereador e pai de um dos candidatos a prefeito, Rodrigo Maia. Portanto, uma figura diretamente interessada nas eleições e que o mais das vezes embaralha seus interesses e divergências políticas com as análises que faz.

Mas de qualquer maneira é uma figura muito inteligente e especializado em análises de pesquisas eleitorais. Não pode ser ignorado.

É curiosa sua sua análise de hoje na newsletter eletrônica “O ex-Blog do Cesar Maia”:

IBOPE COMEÇA A MOSTRAR EFEITOS DA POLARIZAÇÃO COM CONFRONTO!

1. Em S. Paulo e Belo Horizonte os efeitos das polarizações com confronto começam a desequilibrar o quadro eleitoral anterior. Em S. Paulo, Serra e Haddad duelam e ficam parados. O que Russomanno perde (tendência antecipada pelo Twitter deste Ex-Blog), quem absorve é Chalita.

2. Chalita passou o primeiro mês de TV com 5% das intenções de voto e já chega a 10%. A diferença de Serra e Haddad para Russomanno de 8 e 9 pontos é a mesma da Chalita para Serra e Haddad. Mas com uma diferença: Serra e Haddad estão parados e Chalita cresce.

3. A probabilidade de Serra e Haddad alcançarem Russomanno é menor que a de Chalita alcançar Serra e Haddad. Por isso, a imprensa deveria incluir Chalita no quadro eleitoral que destaca. O vetor de crescimento de Chalita foi percebido por ele que em seu programa, em que chama a atenção para o confronto PT-PSDB e convoca  o eleitor para um voto útil, numa terceira via de harmonia. Vem dando certo.

4. Em Belo Horizonte, a polarização com confronto entre Lacerda e Patrus aproximou a ambos, mas para uma diferença que não será alcançada por Patrus. Mas essa diferença de 9 pontos abre a possibilidade, que não existia antes, de um segundo turno. Os demais candidatos (somando intenção de voto com números fracionários) já somam 5 pontos.

5. Isso ocorre pelo voto –nem um nem outro- que no caso de Belo Horizonte, infla os nanicos. Desta forma, há dois movimentos convergentes: crescimento de Patrus e crescimento dos nanicos. A diferença então passa a ser de 4 pontos para se chegar ao segundo turno, gerando uma possibilidade que não existia duas semanas atrás.

6. As duas demais pesquisas no Rio e em Curitiba ratificam a situação anterior. O crescimento dos líderes é apenas o efeito do voto –se vai ganhar marco ele- que sempre se dilui perto das urnas.

7. O cancelamento do debate em S. Paulo deve ter sido um alívio para a TV Globo, pelo risco do debate desempatar Serra e Haddad e a “culpa” ser da emissora.

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.