Publicidade

quinta-feira, 1 de novembro de 2012 Política | 06:30

Ciro em seu labirinto

Compartilhe: Twitter

Depois do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo – que jurou não mais retornar ao Congresso -, agora é a vez de Ciro Gomes,  ex-deputado, ex-ministro da Fazenda e cacique do PSB no Ceará.

Consultado pelo irmão, Cid Gomes, se queria a vaga do Senado em 2004, Ciro disse que não e afirmou que se sobrar como alternativa apenas o Parlamento pendura de vez as chuteiras.

Cid fez a consulta porque pretende ficar no governo até o fim e, caso o irmão aceitasse a vaga, teria então de se desincompatibilizar do cargo.

O governador também vai tirar férias da política, mas antes quer fazer o sucessor em 2014.

Seu provável candidato é o atual ministro dos Portos, José Leônidas de Menezes Cristino.

O dilema de Ciro é a falta de espaço no PSB, para onde entrou _ abandonando o ninho tucano e depois o PPS _ com o objetivo de sair candidato à presidência. O problema dele chama-se Eduardo Campos, que não cederá espaço para que concorra. Resta a Ciro disputar uma vaga na reforma ministerial, deixar o partido ou viabilizar uma candidatura a vice presidente em 2014 pelo PSB caso Eduardo Campos esteja se mobilizando para disputar o Planalto só em 2018.

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.