Publicidade

segunda-feira, 19 de novembro de 2012 Brasil, Cidades | 11:01

Monstro entre o mar e a lagoa nasce sem pai

Compartilhe: Twitter

Briga das boas no Rio. Em meio ao embrulha e manda de projetos supostamente relacionados às Olimpíadas, o vereador eleito e ex-prefeito Cesar Maia (DEM) acusa Eduardo Paes (PMDB) de ter mentido ao falar sobre a licença de construção, pela rede Hyatt, de um complexo residencial e hoteleiro na Barra da Tijuca.

Ontem, o atual prefeito disse que a autorização foi concedida em 2005 – antes do início de seu mandato. A obra seria feita num dos trechos mais bonitos do litoral carioca, uma estreita faixa de areia entre o mar e a lagoa que integraria uma Área de Proteção Ambiental.

Em 2005, Maia era o prefeito da cidade. Hoje, em seu comunicado diário – o “ex-blog” -, ele nega ser o responsável pelo monstro e joga a responsabilidade no colo de seu sucessor.

O ex-prefeito diz ter vetado o projeto que, segundo ele, nasceu na Câmara Municipal. Afirma que Paes viabilizou a proposta ao deixar correr solta uma briga judicial.

No sábado, uma manifestação de moradores contra a obra foi reprimida com spray de pimenta pela polícia.

Em seu Twitter, Maia divulgou o folder da área residencial do empreendimento, que, se ninguém impedir, será construído pela Brookfield.

Autor: Tags: , , , ,