Publicidade

segunda-feira, 26 de novembro de 2012 Brasil | 17:30

Salário de exonerado chegava a R$ 26 mil

Compartilhe: Twitter

Indiciados pela Polícia Federal por suspeita de envolvimento em tráfico de influência, os servidores federais afastados ou exonerados pela Presidência da República receberam, em setembro, salários entre R$ 8.589,22 (Esmeraldo Malheiros Santos, agente administrativo do MEC)  e R$ 26.158,61 (José Weber Holanda Alves, adjunto do Advogado-Geral da União).

Diretores de agências reguladoras, os irmãos Rubens Carlos Vieira e Paulo Rodrigues Vieira ganharam, respectivamente, R$ 23.757,36 e R$ 23.890,85.

Lotada na representação da Presidência em São Paulo, a secretária Rosemary Nóvoa de Noronha teve direito a R$ 11.179,36. Já o salário de Evangelina de Almeida Pinho, do Ministério do Planejamento, ficou em R$ 9.945,92.

Filha de Rosemary e nomeada graças à mãe, Mirelle Nóvoa Noronha Oshiro, perderá uma remuneração mensal de R$ 8.625,61.

Autor: Tags: , , ,