Publicidade

quinta-feira, 29 de novembro de 2012 Política | 10:30

Projeto dos royalties ‘mata’ a ciência, alerta SBPC

Compartilhe: Twitter

Presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Helena Nader faz um diagnóstico catastrófico para o setor caso o projeto dos royalties aprovado pela Câmara seja mantido: “A ciência brasileira vai morrer”, disse, ao alertar sobre a necessidade do veto de Dilma Rousseff.

Nader lembra que algo em torno de 45% dos recursos que garantem o financiamento da ciência no país são originários do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), o mesmo que mantém o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A nova distribuição não prejudica apenas os municípios e estados produtores: decreta também a  extinção do Fundo Setorial de Petróleo e Gás (CT – Petro), alimentado pelos royalties do petróleo.
Helena Nader reclama que, no debate focado entre produtores e não-produtores, a área de ciência e tecnologia foi esquecida.

“O pré-sal é uma oportunidade única para uma aposta no futuro, carimbando recursos para educação, ciência, tecnologia e inovação”, afirma a presidente da SBPC.

A SBPC e outras sete entidades do setor encaminharam uma moção ao Palácio do Planalto pedindo que Dilma Rousseff vete total ou parcialmente o projeto.

A presidente tem até esta sexta para tomar uma decisão.

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.