Publicidade

terça-feira, 15 de janeiro de 2013 Brasil, Justiça, Política | 11:40

O cartão vermelho de Joaquim Barbosa

Compartilhe: Twitter

Muito antes de ganhar os holofotes como relator do processo do mensalão, Joaquim Barbosa decidiu levar uma vida mais saudável e participar de uma pelada em Brasília. A convite de um amigo, ele encontrou abrigo num pequeno grupo de políticos e membros do governo que já se reunia semanalmente para jogar bola havia vários anos.

Barbosa, que na época nem sequer era ministro do STF, deu a primeira bola fora pouco depois de estrear na pelada: começou a trazer alguns de seus amigos para participar dos jogos, sem consultar os colegas de chuteira.

Aos poucos, também mostrou que pretendia adotar durante os jogos o mesmo estilo que aplicaria anos depois no julgamento do mensalão. Nas palavras de um participante dos jogos, “ele chegou achando que ia mandar no jogo”. Poucas semanas depois, foi gentilmente convidado a se retirar do grupo.

Autor: Tags: , , ,