Publicidade

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 Brasil | 11:00

Dilma e a Comissão da Verdade

Compartilhe: Twitter

Marcado pelo Palácio do Planalto, o encontro ocorrido ontem entre a presidenta Dilma Rousseff e o coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Claudio Fonteles,terminou cercado de mistério.

Como atendeu a um convite da presidente, Fonteles informou apenas que aproveitou a ocasião para marcar uma nova audiência de todos os sete integrantes da comissão com a presidente, provavelmente no final de fevereiro.

Dilma, como se sabe, evita falar sobre seu papel como militante da luta armada. Mas ajudou a planejar algumas ações, entre elas a que resultou no roubo ao cofre do ex-governador de São Paulo, Ademar de Barros, no Rio.

A CNV não vai tratar das ações da esquerda no relatório sobre os anos de chumbo. A apuração está concentrada nos crimes praticados por agentes públicos a serviço do regime militar.

Mas no acervo do Arquivo Nacional, as novas levas de documentos, têm encantado pesquisadores pela fartura de informações sobre ações de ambos os lados.

Autor: Tags: ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.