Publicidade

terça-feira, 19 de março de 2013 Congresso | 12:00

Deputado que quer restringir acesso ao fundo partidário diz não ter nada contra o legenda de Marina

Compartilhe: Twitter

O deputado federal Edinho Araújo (PMDB-SP), autor do projeto que tramita no Congresso propondo restringir o acesso de novas legendas ao fundo partidário e tempo de televisão com base na migração de deputados, afirmou que sua proposta tem o objetivo apenas de deixar mais clara a lei sobre o assunto.

No ano passado, houve um embate no Supremo Tribunal Federal que acabou favorecendo o partido do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

“O que pretendo é deixar claro o texto da lei e valorizar os partidos e o voto. E que o partido passe a ter essas prerrogativas depois de passar por um processo eleitoral. Não tem nada contra ninguém, nada contra a Marina que está buscando um novo espaço”, afirmou Araújo.

Ele rebate críticas do deputado federal Alfredo Sirkis (PV-RJ), que afirmou que caso o projeto de lei seja aprovado, a Rede Sustentabilidade será prejudicada.

“Tem partido demais e propostas e ideias de menos. E não há tantas ideologias assim. Mas o Brasil tem pluripartidarismo, nada contra, mas não pode ter tempo de radio e de TV e fundo pártidario sem passar pelo batismo das urnas”, afirmou Araújo.

Autor: Tags: , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.