Publicidade

quarta-feira, 24 de abril de 2013 Partidos | 13:04

Após pressão de Alckmin, Pedro Tobias retira candidatura à reeleição da presidência do PSDB

Compartilhe: Twitter

O deputado Pedro Tobias (PSDB) decidiu nesta quarta-feira (24) retirar sua candidatura à reeleição da presidência do diretório estadual do partido.

A decisão foi tomada após o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), pressionado pela ala ligada ao ex-governador José Serra, ter pedido que Tobias desistisse da reeleição.

A retirada favorece o deputado Duarte Nogueira, indicado para o cargo pela bancada federal do partido e apoiado por Serra.

Embora seja ligado a Alckmin, Nogueira ganhou o endosso dos serristas por ter afinidade com o ex-governador e bom trânsito na bancada federal. Por sua vez, Alckmin tenta prestigiar Serra e evitar uma possível saída sua do partido.

Além disso, a ala de Alckmin não aprovou a mudança nas regras na eleição do partido, marcada para o próximo dia 5, feita por Tobias. Aprovada em assembleia estadual no mês passado, teriam direito a voto cerca de 5.000 militantes. Antes era restrito a 105 delegados.

Com as críticas, Tobias mandou ontem uma carta ao presidente do diretório nacional, Sérgio Guerra, para consultar se a ampliação do colégio eleitoral já poderia ser implementada na eleição da semana que vem. A reposta foi de que seria avaliada por uma comissão. O atual presidente entendeu que não haveria tempo e, como já havia declarado que não disputaria a reeleição sem eleição direta, desistiu.

Na segunda-feira (22), Tobias não compareceu a um encontro marcado com o governador e Nogueira, o que teria irritado ainda mais Alckmin. Amanhã (25) o presidente e o deputado se reúnem em São Paulo.

Leia também: Em eleição tumultuada, grupo de Alckmin assume diretório de SP e expõe racha no PSDB

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.