Publicidade

terça-feira, 30 de abril de 2013 Congresso | 21:02

Requião critica colegas que foram ao STF e chama de absurda liminar de Gilmar Mendes

Compartilhe: Twitter

A crise entre Legislativo e Judiciário rendeu discussão mesmo em dia de Congresso vazio na véspera do feriado do Dia do Trabalho.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) criticou a liminar, que classificou de “inadequada e absurda”, concedida por Gilmar Mendes nesta semana que paralisou a tramitação do projeto que impede que novos partidos se benificiem com obtenção de tempo de TV referente a transferência de parlamentares durante a legislatura.

Requião demonstrou contrariedade com a visita que os senadores Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Pedro Taques (PDT-MT), Ana Amélia (PP-RS), Pedro Simon (PMDB-RS), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Alvaro Dias (PSDB-PR), Ricardo Ferraço (PMDB-ES), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Ruben Figueiró (PSDB-MS) fizeram a Mendes para apoiar a liminar concedida pelo Ministro.

“O importante é que o Congresso não se abaixe demais”, disse Requião. “Quem muito se abaixa, as redondas abundâncias lhe aparecem”, acrescentou.

Assista:

[kml_flashembed movie="http://www.youtube.com/v/wZoYidTlFH4" width="640" height="480" allowfullscreen="true" fvars="fs=1" /]

Autor: Tags: , , ,