Publicidade

sexta-feira, 3 de maio de 2013 Política | 14:00

Com embargos, PT torce para livrar Dirceu, Delúbio e João Paulo do regime fechado

Compartilhe: Twitter

Na cúpula do PT, a torcida é para que os embargos de declaração apresentados nesta semana ao Supremo Tribunal Federal (STF) sejam suficientes para, pelo menos, livrar os integrantes do chamado “núcleo petista” do regime fechado. Assim, o partido espera que o ex-ministro José Dirceu, o deputado João Paulo Cunha e o ex-tesoureiro Delúbio Soares consigam reduzir suas penas a ponto de assegurar o regime semi-aberto.

Infográfico: Confira as penas aplicadas aos réus do julgamento do mensalão

Também integrante do chamado “núcleo petista”, o deputado José Genoino já se enquadra nos requisitos para o cumprimento da pena em regime semi-aberto.

Para escapar da prisão em regime fechado, os três réus teriam que reduzir suas penas para menos de oito anos. Delúbio foi condenado a 8 anos e 11 meses, João Paulo pegou 9 anos e 4 meses, e Dirceu,  10 anos e 10 meses.

Na avaliação de colegas de partido dos réus do mensalão, há chances de emplacar argumentos como a supressão de trechos nos votos de ministros ou ainda o fato de réus considerados mais importantes na “hierarquia” do esquema terem sido condenados a penas menores que outros participantes.

Leia também: Supressão de trechos do julgamento embasa recursos de réus do mensalão

Autor: Tags: , ,