Publicidade

segunda-feira, 15 de julho de 2013 Congresso | 20:28

Presidir sessão do Senado vira batata quente

Compartilhe: Twitter

Durante a sessão desta tarde, a presidência do Senado virou uma verdadeira batata quente. Enquanto Lindbergh Farias (PT-RJ) discursava, um impaciente Eduardo Suplicy (PT-SP) parecia implorar por uma vírgula para passar o recado ao correligionário. Finalmente conseguiu e pediu que o senador fluminense assumisse a cadeira para que ele pudesse chegar a uma audiência com uma juíza.

Lindbergh assumiu a cadeira dando impressão de não querer ficar muito tempo por ali, a pressa resultava de um encontro agendado com Ricardo Ferraço (PMDB-ES).

No plenário, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e Pedro Taques (PDT-MT) eram o quórum presente. Quando o socialista se levantou rumo à tribuna para iniciar uma fala, Lindbergh pediu que Taques presidisse a sessão. Este escapou pela tangente alegando que precisava sair para dar aula.

O petista, então, ficou “preso” na presidência da sessão durante toda a fala de Rollemberg. Lindbergh se ajeitava na cadeira e olhava para os lados. Finalmente João Capiberibe (PSB-AP) surgiu no plenário para alívio do petista, que passou a incumbência para o colega.

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.