Publicidade

terça-feira, 16 de julho de 2013 Congresso | 13:00

‘Querem enfraquecer o PT’, diz Fontana sobre grupo de reforma política

Compartilhe: Twitter

A coordenação do grupo de trabalho que vai discutir a reforma política na Câmara e será instalado ainda nesta terça-feira (16) permanece indefinida, mesmo após o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), decidir que o PT poderia ocupar duas cadeiras.

Para o deputado Henrique Fontana (PT-RS), indicado pela bancada da sigla para coordenador o grupo, a medida de Alves é para enfraquecer o PT. “Desrespeita o papel que o PT teve nessa comissão e que eu tive como relator da reforma, defendendo determinadas questões. Ele (Alves) quer dividir o PT. Antes dos protestos, há dez semanas, uma maioria dos líderes decidiu engavetar a reforma. Agora, que veio á tona, me parece desrespeitosos que eu seja retirado da coordenação do grupo”, afirmou o petista.

O líder do partido na Casa, José Guimarães (CE), se reúne novamente com a bancada hoje para debater o assunto já que o deputado Cândido Vacarezza (PT-SP), indicado pelo presidente da Casa para coordenar o grupo, não abre mão da função.

“Não quero debater com o Fontana, quem nomeia é o presidente da Casa e isso já foi feito”, afirmou Vacarezza.

Leia também:  “O PT é assim mesmo”, diz deputado sobre disputa por grupo de reforma

 

Autor: Tags: , , , ,