Publicidade

sexta-feira, 19 de julho de 2013 Congresso | 15:00

Indicação de Vaccarezza para grupo da reforma política teve mão de Lula

Compartilhe: Twitter

Teve a mão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a indicação do deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) para o comando do grupo de trabalho responsável pela discussão da reforma política. Diante das queixas de parte da bancada petista e da disputa interna aberta com o deputado Henrique Fontana (PT-RS), a mensagem entendida por aliados foi a de que o ex-presidente quer ver contemplados nas negociações da reforma os pedidos dos partidos considerados estratégicos para a aliança em torno da presidente Dilma Rousseff.

O maior deles, naturalmente, seria o PMDB. Ali, também não faltaram defensores da saída do deputado Henrique Fontana (PT-RS) do grupo de trabalho. O principal deles foi o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ). Ele chegou a dizer com todas as letras aos demais colegas que se Fontana estivesse no grupo, o PMDB não estaria.

Assim, coube ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ratificar a indicação de Vaccarezza, que tem uma melhor relação com o PMDB. Um interlocutor de Cunha tentou justificar a postura do líder dizendo que Fontana, quando era relator da última proposta não votada pela Câmara, não aceitava negociar.

*Colaborou Luciana Lima, iG Brasília

Autor: Tags: , , ,