Publicidade

quarta-feira, 31 de julho de 2013 Eleições | 12:00

Esperanças de Serra agora residem em dobradinha PPS-PSD

Compartilhe: Twitter

As esperanças do ex-governador José Serra para disputar a corrida presidencial do ano que vem, caso opte de fato por deixar o PSDB, agora residem na possibilidade de uma dobradinha entre PPS e PSD. Ainda sem nenhuma certeza sobre qual será seu destino político ou se terá esses apoios, Serra corre para tentar dar a maior definição possível à estratégia.

Leia mais: José Serra flerta com o PSD de Gilberto Kassab

O ex-governador José Serra (Foto: Leonardo Soares/AE)

O ex-governador José Serra (Foto: Leonardo Soares/AE)

Como o Poder Online adiantou, Serra já procurou legendas como PV em busca de apoio, mas encontrou pouca disposição da legenda em discutir a corrida presidencial. O PSD do ex-prefeito de São Paulo segue dialogando com o tucano, mas até agora não deu sinais claros de compromisso com uma aliança. Já o PPS, mesmo bastante enfraquecido pelo fim da fusão com o PMN, garante que deixará o “tapete vermelho” estendido caso o tucano queira mudar de partido para disputar o Palácio do Planalto.

A torcida dos mais próximos do ex-governador é para que ele consiga amarrar uma migração para o PSD. Até porque acreditam que, se Serra for para o PPS, será mais difícil convencer o partido do ex-prefeito Gilberto Kassab a se amarrar como coadjuvante numa aliança. E, sem o PSD, Serra se veria com um tempo de televisão curto demais.

Serra tem até outubro para definir se deixa ou não o PSDB. Entre os tucanos ligados ao senador Aécio Neves (PSDB), o discurso é o de que a empreitada não vai dar em nada. Dizem que a movimentação não passa de “chantagem” para tentar forçar uma prévia com o mineiro Aécio Neves (PSDB) dentro do próprio PSDB.

Veja também:  Fim da fusão PPS-PMN reduz opções de Serra para 2014 

Alianças: Serra se aproxima do PV, que evita discutir corrida presidencial

Autor: Tags: , , , , ,