Publicidade

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 Congresso | 10:30

Aliado vê pouca chance de sucesso em estratégia do governo sobre royalties

Compartilhe: Twitter

O líder do PP na Câmara dos Deputados, Arthur Lira (AL), mostrou-se pessimista quanto a uma demanda do Planalto na questão da destinação dos royalties do petróleo.

O governo quer, por meio da votação de destaques à proposta, restabelecer o texto no formato em que foi aprovado no Senado.

Lira, entretanto, acredita que o mais provável é que a versão aprovada na Câmara dos Deputados, que foi resgatado na votação em segundo turno na Casa, prevaleça. O PP não fechou questão sobre a matéria.

A diferença entre as duas propostas é que, a versão dos senadores estabelece que 50% dos rendimentos do Fundo Social do pré-sal sejam aplicados em saúde e educação.

A proposta da Câmara, sintetizada no parecer do deputado André Figueiredo, propõe que metade do montante do Fundo Social do pré-sal, e não só dos rendimentos que esse fundo gerar, seja usada para investimentos nas duas áreas.

Autor: Tags: , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.