Publicidade

segunda-feira, 26 de agosto de 2013 Política | 10:00

Reforma política ainda não tem nem temas prioritários definidos

Compartilhe: Twitter

Depois de tanto barulho, a discussão da reforma política continua muito longe de um consenso. Até agora, nem mesmo o PT, que vinha discutindo o tema há algum tempo, conseguiu chegar a um acordo sobre quais assuntos pretende defender. Por enquanto, está acertado que os deputados que integram o grupo de trabalho da reforma vão decidir só no dia 29 quais serão os temas prioritários da nova proposta.

“Parece seleção brasileira, cada um tem a sua escalação”, afirmou o deputado Guilherme Campos (PSD-SP), que integra o grupo. “Não tem nenhuma proposta, nem de dentro nem de fora (do grupo), que tenha adesão majoritária pelas pessoas. Todos têm prós e contras. É uma grande frustração. Nossa preocupação é de querer aprovar qualquer coisa para 2014 e isso ficar pior do que já esta hoje”, afirmou.

Parte das discordâncias decorre do fato de alguns setores sugerirem que sejam feitas várias mudanças na lei eleitoral, com validade já para a disputa do ano que vem. Um dos patrocinadores dessa campanha é o deputado Ricardo Berzoini (PT-SP). E o coordenador do grupo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), ainda fala em plebiscito.

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.