Publicidade

sexta-feira, 30 de agosto de 2013 Diplomacia | 09:00

Um salvo-conduto para Luís Inácio Adams

Compartilhe: Twitter
Luís Inácio Adams (Foto: ABr)

Luís Inácio Adams (Foto: ABr)

O ministro da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams,  foi convidado a participar neste fim de semana do Quarup, tradicional ritual de povos indígenas do Xingu em homenagem aos mortos ilustres. O problema é que, na mesma data prevista para a celebração, o ministro é padrinho de um casamento e acabou tendo de recusar o convite.

Diante da afirmação de que seria indelicado correr o risco de ter que sair durante a celebração, o cacique autor do convite não perdeu a chance de brincar com a polêmica em torno do senador boliviano Roger Pinto Molina, que fugiu para o Brasil sem autorização do governo de seu país.

“Olha, se a preocupação é essa, pode avisar que aqui ele tem salvo-conduto para entrar e sair na hora que quiser!”

Autor: Tags: ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.