Publicidade

quarta-feira, 4 de setembro de 2013 Política | 13:17

Ministério da Justiça faz consulta à AGU sobre possível entrada da PF no caso Amarildo

Compartilhe: Twitter

O ministro José Eduardo Cardozo solicitou nesta quarta-feira (4) que a Advocacia-Geral da União (AGU) analise se juridicamente é possível que a Polícia Federal assuma as investigações do caso Amarildo.

A determinação foi feita após reunião de deputados federais do Rio de Janeiro -Jandira Feghali (PC do B), Alessandro Molon (PT), Anthony Garotinho (PR) e Simão Sessim (PP)-  com o ministro.

Para os deputados, o corporativismo está impedindo que a investigação -que envolve policiais militares suspeitos– feita pela Polícia Civil avance. A entrada da Polícia Federal seria a alternativa para uma investigação imparcial.

“É preciso que uma força nacional e neutra atue no caso, visto que a própria polícia estadual está sendo investigada”, afirmou Jandira.

Cardozo ponderou que o desaparecimento de Amarildo não é um crime federativo mas que estudará medidas jurídicas de como o Ministério da Justiça e a Polícia Federal podem colaborar com o caso.

O pedreiro Amarildo de Souza está desaparecido desde 14 de julho, após ter sido conduzido por PMs de sua casa na Rocinha para a UPP da favela. A família de Amarildo de Souza já pediu à Justiça o reconhecimento da morte presumida do pedreiro.

Leia também: Reconstituição do sumiço de Amarildo esclarece fatos, diz delegado

 

Autor: Tags: , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.