Publicidade

sábado, 5 de outubro de 2013 Eleições | 12:18

Acordo entre Marina e Eduardo Campos foi fechado às pressas ontem à noite

Compartilhe: Twitter

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, recebeu um sinal verde para embarcar para Brasília para negociar um acordo com a ex-senadora Marina Silva somente no fim da tarde, no momento em que a ex-verde concedia uma entrevista coletiva anunciando que deixaria para hoje a definição sobre seu futuro político.

Marina Silva (Foto: Evelson de Freitas/AE)

Marina Silva (Foto: Evelson de Freitas/AE)

Assim que recebeu o OK, Eduardo Campos viajou correndo para a capital federal. Ali, disse a Marina que, juntos, teriam cndições de oferecer uma alternativa real para o eleitorado na campanha presidencial do ano que vem, com chances de vitória.

Ficou acertado entre os dois que a proposta de ela ser vice de Eduardo Campos não será oficializada imediatamente, embora esta seja, naturalmente, a base do projeto desenhado pelos dois.

Chegou a ser dito que, caso o cenário se altere e Campos, por algum motivo, se veja inviabilizado de disputar, Marina automaticamente seria o nome do partido para a corrida presidencial.

Foi firmado um compomisso de incorporar no programa socialista as ideias debatidas por Marina e seus aliados no processo de criação da Rede.

Os dois combinaram de fazer o annúncio lado a lado, em coletiva marcada para o fim da tarde de hoje.

Leia mais: Marina indica que quer disputar a Presidência, mas teme desgaste

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.