Publicidade

sexta-feira, 18 de outubro de 2013 Política | 16:00

Base de Alckmin na Assembleia paulista custa a se entender

Compartilhe: Twitter

Os deputados da base governista da Assembleia de São Paulo não estão se entendendo. A queda de braço envolve setores ligados ao presidente da Casa, Samuel Moreira, e o líder do governador Geraldo Alckmin (PSDB), Barros Munhoz, ambos tucanos.

Moreira tem apoio de deputados mais novos, como os tucanos Cauê Macris e o líder da bancada do partido, Carlos Bezerra. Já Barros Munhoz é da velha guarda da Casa e mantém uma ação casada com o deputado Campos Machado (PTB-SP).

Deputados reclamam nos corredores de manobras feitas pelos colegas da “ala mais jovem” para desgastar o grupo “mais velho”. Alguns trabalham para não dar quórum em reuniões e sessões. Com isso, o presidente da Casa tem levado a discussão nas reuniões de líderes questões que, em tese, poderiam ser decididas pela própria presidência. Assim, as decisões são tomadas por consenso, evitando eventuais boicotes.

Autor: Tags: ,