Publicidade

terça-feira, 12 de novembro de 2013 Política | 00:54

Campos compara sua aliança com Marina com a de Lula e José Alencar

Compartilhe: Twitter

O governador de Pernambuco e pré-candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, ouviu durante reunião com representantes do setor do agronegócio que a aliança com a ex-senadora Marina Silva (PSB) preocupa os empresários.

Marina e Eduardo Campos (Foto: Alice Vergueiro/Futura Press)

Marina e Eduardo Campos (Foto: Alice Vergueiro/Futura Press)

O encontro durou cerca de três horas em um hotel na zona sul de São Paulo e contou com cerca de 30 pessoas. Campos foi descrito pelos participantes como “habilidoso”. Os empresários colocaram ao governador que há contradições na aliança com Marina, sendo que ele defende o crescimento da agricultura, enquanto a ex-senadora fala em sustentabilidade.

Leia também: ‘Já passei da idade para isso’, diz ex-ministro, sobre sondagem para ser vice de Padilha

Ao ser questionado como ele lidaria com as diferenças, Campos citou o exemplo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu vice José Alencar, chamado a integrar a chapa do petista para ganhar a confiança de empresários após Lula perder três eleições. E disse que tem conversado com Marina sobre o tema e que ela está aberta ao diálogo.

A reunião, organizada pelo ex-ministro da Agricultura  e presidente do Centro da Fundação de Agronegócio Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas, Roberto Rodrigues, a pedido de Campos, serviu para apresentar o pernambucano aos empresários e tentar dissipar o mal-estar gerado pelas críticas da ex-senadora à bancada ruralista do Congresso.

 

 

Autor: Tags: , , , , ,