Publicidade

sexta-feira, 29 de novembro de 2013 Partidos | 06:00

PT estuda contestar prisões do mensalão em tribunais internacionais

Compartilhe: Twitter

O PT começou a discutir internamente a possibilidade de contestar as prisões de condenados no julgamento do mensalão em tribunais internacionais. O assunto será levado a discussão na próxima semana, numa reunião convocada pela corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), à qual pertencem o ex-ministro José Dirceu, o ex-tesoureiro Delúbio Soares e o ex-presidente da sigla José Genoino.

A CNB é a corrente que dá as cartas no PT. Dela, faz parte inclusive o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O grupo planeja se reunir em Brasília, no próximo dia 3. A pauta original da reunião é a definição dos nomes que serão indicados pela corrente para compor a nova direção partidária, como desdobramento da eleição interna realizada recentemente pela legenda.

Ainda assim, integrantes da corrente já planejam levar o tema das prisões do mensalão a debate no encontro. Dali, sairá um plano concreto de ação para responder ao processo de prisão dos condenados, liderado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Caso a corrente feche posição sobre buscar uma reparação junto a tribunais internacionais, como a Corte Interamericana de Direitos Humanos, o mais provável é que o assunto seja então levado a discussão no diretório nacional petista. Ali, a CNB detém a maioria dos assentos.

Dirceu, Genoino e Delúbio têm repassado a interlocutores instruções sobre o que esperam do grupo. Esta será a primeira reunião da CNB desde que os três foram presos após sua condenação pelo escândalo do mensalão.

Leia mais: Ala majoritária do PT faz primeira reunião sem Dirceu, Genoino e Delúbio

 

 

Autor: Tags: , , , , ,