Publicidade

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 Congresso | 07:00

Demarcação de terras indígenas volta a tensionar relação do governo com ruralistas

Compartilhe: Twitter

A Frente Parlamentar da Agropecuária não gostou da minuta apresentada pelo ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) para regulamentar a demarcação de reservas indígenas. A ministra Gleisi Hoffman (Casa Civil) reuniu-se com a bancada ruralista e empresários, mas nada de fechar um acordo. Quem participou descreveu o clima do encontro como “tenso”.

A principal queixa se aplica ao trecho que mantém o protagonismo da Fundação Nacional do Índio (Funai) nos processos de demarcações e não inclui com poder deliberativo outras instituições, como o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Embrapa.

Leia também: Índios protestam em Brasília contra mudança no processo de demarcação de terras

“Estamos sendo ouvidos pelo governo federal sobre essa questão desde o início do ano e essa minuta vai de encontro com a promessa feito pelo ministro da Justiça, fica parecendo que o governo redigiu essa minuta apenas para mostrar um retorno publicamente. Essas demarcações estão provocando um mal-estar imenso em todo o interior do país e a portaria não resolve o problema da insegurança jurídica da questão”, afirma o presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Cesário Ramalho da Silva.

 

Autor: Tags: , , , , ,