Publicidade

terça-feira, 31 de dezembro de 2013 Política | 16:00

‘Funai e Cimi instigam conflitos’, diz senadora Kátia Abreu

Compartilhe: Twitter

A senadora Kátia Abreu (PSD-TO) acusou o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) de omissão e afirmou que a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) “instigam conflitos entre índios e não índios”.

Em seu Twitter, nesta terça-feira (31), a senadora afirmou que só o Exército teria condições hoje de pacificar os conflitos indígenas pelo país.

Leia também: Conflito no Amazonas retoma tensão de 125 anos atrás

“Conflitos iniciaram no MS, a BA vive clima de terror, depois RS PR SC, agora no AM MA .Pessoas desaparecidas, desintrusão s/planejamento (…) Min Eduardo Omisso Cardoso as mortes de índios e não índios estão na conta da sua fraqueza (sic)“, escreveu a senadora, que é presidente Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Kátia também criticou as instituições que defendem os direitos humanos. “Não dá nem pra imaginar o que estaria acontecendo se ao invés de 3 não índios desaparecidos fossem 3 índios. Já teria gente presa. Onde estão o Cime, FUNAI, MPF, ONGs que defendem os direitos humanos…? Só funcionam pra brasileiros índios. Brasileiros não índios nada! Imaginem se os fazendeiros cobrassem pedágio de estradas que passam em suas fazendas. O que já teria acontecido c/ eles? Este é o Brasil de dois pesos e duas medidas.Queremos também um ministério da justiça para não índios em 2014. Defender apenas os índios é politicamente correto. Defender produtores rurais, aqueles que sustentam a economia do país é crime. Não merecem!”, escreveu.

Saiba mais: ‘ Bancada ruralista chantageia o governo’, diz deputado da frente indígena

Autor: Tags: , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.