Publicidade

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014 Política | 18:00

Movimentos sociais saem defesa de Maria do Rosário

Compartilhe: Twitter

Alvo de constantes críticas da oposição, principalmente após declarações sobre a morte do jovem Kaique em São Paulo, a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) recebeu nesta sexta-feira, durante o Fórum Social de Porto Alegre, o apoio de 17 entidades ligadas à área.

Maria do Rosário (Foto: André Dusek/AE)

Maria do Rosário (Foto: André Dusek/AE)

Em carta aberta, as associações -entre elas Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) e Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) – classificaram as críticas de “ataques desqualificados e raivosos”.

“A postura combativa da ministra de se posicionar de pronto diante de uma violação nos representa, uma vez que essa postura dá visibilidade às nossas lutas, sempre tratadas de forma secundária”, diz o texto que também que a ministra continue acompanhando o caso Kaique, mesmo após a família admitir suicídio.

A secretária de Justiça de São Paulo, Eloísa Arruda, disse que a ministra fez “proselitismo” sobre o caso. O presidente do diretório estadual do PSDB-SP, deputado Duarte Nogueira, afirmou que a ministra devia desculpas à família e que sua acusação de morte homofóbica foi “leviana”.

Leia também: Ministra diz ter ‘avenida aberta’ para aprovar projetos polêmicos

 

Autor: Tags: , , , , , , ,