Publicidade

quarta-feira, 19 de março de 2014 Política | 15:46

Projeto para aumentar oferta de água para SP levará 15 meses para ser finalizado

Compartilhe: Twitter
Geraldo Alckmin (Foto: Divulgação)

Geraldo Alckmin (Foto: Divulgação)

O projeto que propõe trazer água do rio Paraíba do Sul para o Sistema Cantareira, apresentado pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), à presidente Dilma Rousseff ontem em Brasília, ainda está em fase de elaboração, mas já se sabe que as obras devem durar cerca de 15 meses.

Leia também: Apesar de recorde negativo em reservatório, Alckmin não admite racionamento

Ou seja, a medida para qual o governador pediu ajuda da presidente para que a Agência Nacional de Águas (ANA) autorize o bombeamento – já que o rio é interestadual – não amenizará a estiagem que ameaça atualmente o racionamento de água em São Paulo.

Segundo o governo, a intenção é dar uma solução definitiva ao problema do Sistema Cantareira. A obra – que deve receber autorização do governo federal – pode custar cerca de R$ 90 milhões e será arcada pelo estado.

Enquanto isso, a Sabesp vai explorar os cerca de 400 milhões de metros cúbicos armazenados nos fundos do reservatórios. A previsão é de que essas obras terminem em maio.

Autor: Tags: , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.