Publicidade

quarta-feira, 26 de março de 2014 Política | 13:30

Ouvinte já havia reclamado da propaganda do Metrô de SP

Compartilhe: Twitter
Reprodução/Twitter

Reprodução/Twitter

A Rádio Transamérica tirou do ar a propaganda do Metrô de SP acusada de sexista na semana passada após uma ouvinte reclamar pelo Twitter.

Jacqueline Barros usou sua rede social, no dia 18, para dizer ao Metrô e à rádio que o conteúdo era “extremamente ofensivo e desrespeitoso” e citou a informação da operação realizada pela polícia para prender os chamados “encoxadores do Metrô”.

Ouça aqui a propaganda do Metrô

Na época, o perfil do Metrô informou que iria “verificar a questão apontada com a área de marketing”.

Já a rádio respondeu à ouvinte com as mesmas informações divulgadas ontem em nota. Jacqueline, então, argumentou que sabia que o personagem era humorístico.

“O ponto que é que associar a “paquera”, “xaveco” ou o que seja a um ambiente de trem lotado, na minha opinião, é de extremo mau gosto.Uma vez q toda mulher q anda de metro/trem sabe o constrangimento que é estar em um trem lotado e sentir alguém se aproveitando dessa situação”.

Leia também: Metrô de SP promete processar rádio por propaganda acusada de machista

Dois dias depois, o perfil da rádio no Twitter informou que o departamento responsável tinha alterado o texto do comercial em consideração ao comentário de Jacqueline.

O PT entrou com uma representação contra a propaganda na última segunda-feira (24). O Metrô diz que o anúncio não foi autorizado e que a rádio será processada.

Saiba mais: PT alega conteúdo machista e pede suspensão de propaganda do Metrô de SP

Autor: Tags: , , , ,