Publicidade

quarta-feira, 2 de abril de 2014 Congresso | 14:37

Evangélicos organizam ofensiva contra Plano Nacional de Educação

Compartilhe: Twitter

A articulação para votar o Plano Nacional de Educação mobiliza a bancada evangélica nesta quarta-feira. Ontem, em vídeochat realizado com o deputado Angelo Vanhoni (PT-PR), relator projeto, quase todas das mais de 900 perguntas apresentadas traziam críticas à chamada “ideologia de gênero”.

Reunião da Comissão Especial do PNE é marcada por protestos contra a “ideologia de gênero” (foto: Mel Bleil Gallo / IG)

Militantes evangélicos e católicos também têm telefonado diretamente para o gabinete dos deputados da Comissão Especial do PNE, pedindo a rejeição do relatório de Vanhoni. Na última reunião, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) – que nem faz parte da Comissão – chegou a ser aclamado pelo movimento.

Na votação desta tarde, deputados da bancada evangélica já anunciaram que, caso não seja possível ganhar no voto, tentarão obstruir toda votação do parecer.

Apesar da polêmica, o debate se refere simplesmente ao artigo que defende “a superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da igualdade racial, regional, de gênero e de orientação sexual”. Com essa estratégia, o debate sobre o direcionamento dos 10% do PIB da educação para o ensino público ou privado acabou ofuscado.

Leia mais: Evangélicos retomarão pauta conservadora em comissão especial

Autor: Tags: , , , , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.