Publicidade

quarta-feira, 2 de abril de 2014 Economia | 06:00

‘Google, Facebook e Netflix têm que ser enquadrados na lei tributária’, diz Paulo Bernardo

Compartilhe: Twitter
Paulo Bernardo (Foto: André Dusek/AE)

Paulo Bernardo (Foto: André Dusek/AE)

Defensor da tese de que o governo deve endurecer a política tributária sobre gigantes da internet, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, subiu o tom. Disse que não há tempo a perder, pois esses negócios hoje crescem em ritmo muito mais acelerado do que no passado.

Leia também: ‘Internet vai bombar no curtíssimo prazo’, diz Paulo Bernardo

Citando especificamente empresas como Netflix, Google e Facebook, Bernardo diz que o governo deve reforçar o quanto antes a cobrança de impostos sobre produtos e serviços, em especial aqueles prestados com base em estruturas alocadas no exterior.

“Essas empresas hoje não pagam impostos como deveriam. Hoje, uma empresa como a Netflix tem um milhão de assinantes. Logo, vai ter muito mais do que isso. O negócio todo precisa ser enquadrado do ponto de vista tributário”, diz ele. 

Bernardo diz não ver qualquer necessidade de alterar a legislação atual. “O que precisa é enquadrar essas empresas na lei tributária atual. Vale para Netflix, Google, Facebook….Todas elas.”

Autor: Tags: , , ,